Buscar
  • fernandorusso9

Saúde ocupacional em 2021: o que o RH precisa saber?


O ano de 2020 foi inesperado. A crise causada pelo Coronavírus mudou muitas coisas, inclusive a forma como o trabalho presencial é realizado. A saúde ocupacional dos colaboradores vai ser ainda mais difícil de ser administrada em 2021, e o RH precisa tomar decisões estratégicas para manter todos protegidos.


Dentre as principais mudanças, o distanciamento social entre os colaboradores é a que mais se destaca, já que a estrutura de muitas empresas precisarão ser mudadas para se adequar ao ‘novo normal’. Além disso, quais outros tópicos o RH precisa se atentar para 2021?


Centralizar as informações

Grandes empresas possuem muitos colaboradores, o que faz com que a quantidade de dados seja enorme. O setor de RH é formado por diversos profissionais, e cada um deles é responsável por um assunto (folha de pagamento, comunicação interna, recrutamento, treinamento, entre outros).


Isso funciona muito bem. Para grandes empresas. As PMEs sofrem com a organização do setor de Recursos Humanos por conta da mão-de-obra limitada. Os profissionais precisam desenvolver mais do que uma função, e isso pode deixá-los sobrecarregados. Com as mudanças necessárias por conta da pandemia, o setor tende a ficar ainda mais ocupado.


O cuidado com a saúde e segurança dos colaboradores exige muita atenção do setor de Recursos Humanos, já que eles se tornam os principais responsáveis por garantir o bem-estar deles dentro do ambiente de trabalho.


Por isso, é necessário centralizar as informações importantes e saber como fazer uma gestão eficiente para garantir que todos fiquem em segurança.


Organizar o fluxo


O fluxo de colaboradores da empresa deverá ser organizado de modo que todos respeitem o distanciamento social, para que a segurança de todos seja garantida. Para trabalhar com saúde ocupacional, é necessário ter organização.


Com um mapa devidamente organizado dos colaboradores, levando em conta as peculiaridades de cada empresa, é possível tomar decisões estratégicas, principalmente as que são voltadas para os exames empresariais.


Comunicação aberta


Mais do que nunca, os colaboradores devem saber o que está acontecendo na instituição. Isso requer uma comunicação aberta tanto com o RH quanto com os gestores. É preciso deixá-los cientes de todos os riscos.


Investir em programas de clima organizacional e saúde mental pode ser uma boa ideia, já que a Síndrome de Burnout deixou de se tornar uma doença ocasional para se tornar um problema sério para a maioria das empresas.


Além disso, outra mudança que ocorrerá na saúde ocupacional é o Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais, PPRA, que em março de 2021 será substituído pelo Programa de Gerenciamento de Riscos, o novo PGR.


O PGR é uma ferramenta gerencial administrativa que tem a função de gerenciar os riscos. Basicamente é um processo de melhoria contínua, ou seja, toda alteração que houver em algum processo da empresa, o PGR também irá mudar.


O setor de RH da sua empresa está preparado para 2021? Será um ano desafiador!


Quer saber mais sobre isso? Converse com um de nossos especialistas.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo