Buscar
  • fernandorusso9

Como se adaptar e realizar exames admissional e demissional durante a pandemia?


Que a pandemia causada pela COVID-19 trouxe desafios para diversos setores não é segredo para ninguém. Mas como cada setor passou, ou está passando por essas reformulações é para onde devem ser voltadas as atenções. Locais onde rotineiramente estavam reunidos um número expressivo de pessoas, precisaram passar por adaptações necessárias para encarar o “novo normal’. O mundo corporativo não pôde parar, e nesse período, diversas demissões e admissões foram feitas. Muitas dúvidas surgiram, dentre elas, a preocupação em não expor o colaborador a um possível risco de contágio, essa questão foi um ponto crucial na hora de se planejar. A Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT) divulgou uma série de recomendações para os médicos atuantes na área da saúde ocupacional, apresentando um conjunto de medidas urgentes e necessárias para a prevenção, com a finalidade de promover a conscientização e diminuição do contágio.


De imediato, todos os exames ocupacionais foram suspensos, exceto os demissionais, que continuaram sendo realizados, mas com exceções, respeitando o prazo do último exame ocupacional feito. Com a reabertura de algumas clínicas, as ações preventivas precisaram ser tomadas, a fim de passar segurança, tanto para os pacientes, quanto para os profissionais da saúde. Para lidar da melhor maneira possível com a situação, algumas medidas necessárias precisaram ser adotadas. Dentre elas, destacam-se:

  • Todas as pessoas presentes no local devem estar com máscaras de proteção;

  • Distanciamento social de um metro e meio, inclusive demarcando os espaços nas filas;

  • Interditar espaços onde normalmente havia aglomeração de pessoas, como espaços de alimentação;

  • Intensificar as rotinas de limpeza;

  • Disponibilizar produtos de higiene pessoal;

  • Conscientizar as pessoas que chegam para realizar exames;

  • Organizar a agenda de marcação de exames, intercalar horários e evitar aglomerações;

  • Realizar a triagens para não realizar exames em pessoas com sintomas gripais.

Qual o papel do RH nesse cenário?


Diante das inúmeras demandas destinadas ao RH durante esse período, também está a de manter a segurança de ambas as partes. Selecionar os melhores dias e horários para os colaboradores comparecerem ao local do exame e se certificar de que a clínica está seguindo as medidas de prevenção solicitadas, foram pontos de atenção.


É de extrema importância que o RH saiba identificar quem pode ou não comparecer para realizar o exame, respeitando e identificando as limitações de cada pessoa. Além disso, é essencial que para aqueles que puderem comparecer, sejam orientados sobre os cuidados básicos que devem tomar ao chegar ao local.


Com medidas básicas de conscientização é possível proteger a todos! Quer saber mais? Entre em contato conosco.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo