Buscar
  • fernandorusso9

7 sinais que o desgaste emocional pode apresentar

Atualizado: 1 de Dez de 2021

As emoções estão presentes na vida de qualquer indivíduo, sejam elas sensações de raiva, alegria, tristeza, entre outras. A maneira que elas são administradas muda de acordo com cada indivíduo, mas quando há dificuldades para processar os sentimentos, pode ocorrer o desgaste emocional.


O esgotamento emocional, infelizmente, é comum e pode atingir qualquer pessoa, na vida pessoal ou profissional. Por conta da pandemia, os números de casos relacionados ao desgaste aumentaram em níveis preocupantes, acendendo o alerta para as empresas.


Mas como identificar o desgaste emocional? Há maneiras de controlar as emoções e melhorar a forma como lidamos com elas? Saiba mais sobre o tema e como ajudar o time que trabalha com você a passar por momentos de incerteza. Confira!


7 sinais característicos do desgaste emocional



O desgaste emocional pode gerar uma série de sintomas no portador. Abaixo, reunimos os principais sinais relacionados ao esgotamento, incluindo aspectos emocionais e sintomas físicos. Vale ressaltar que as reações vão variar de acordo com o indivíduo.


1. Redução da produtividade


O nível de desempenho no trabalho pode ser afetado pelo desgaste emocional. Quando o colaborador precisa lidar com o cansaço mental, a realização de tarefas pode ser afetada. Desse modo, os processos internos acabam demorando mais para serem finalizados.


No momento que o colaborador perceber que está tendo dificuldades para executar tarefas, ele deve comunicar aos gestores e buscar maneiras de melhorar o desempenho dentro da empresa. Treinamentos, cursos e apoio psicológico podem ajudar.


2. Falta de concentração


Os pensamentos e a administração de emoções podem afetar a concentração, tanto na rotina do trabalho como na vida pessoal. Por isso, o controle das sensações se torna essencial para desempenhar as atividades da forma correta.


3. Ansiedade e depressão


Os sintomas de ansiedade e depressão também podem ser sinais do esgotamento emocional. A dificuldade para lidar com emoções e administrar pensamentos podem causar distúrbios mentais e emocionais, o que demanda uma atenção ainda maior.


Nesses casos, o atendimento psicológico é fundamental para que o indivíduo consiga organizar emoções. Além disso, o apoio especializado diminui as chances de que os distúrbios causem danos maiores ao paciente.


Leia também: Depressão no trabalho: entenda os sinais e tratamentos



4. Oscilação de humor


A mudança repentina de humor pode ser um sinal frequente de quem está lidando com o esgotamento emocional. Em certos momentos, o indivíduo pode estar feliz e, instantaneamente, ficar irritado, agressivo ou triste.


Isso pode acontecer no ambiente de trabalho ou em casa.


O controle emocional é fundamental em qualquer ocasião, mas nem sempre será fácil encontrá-lo. Portanto, o auxílio psicológico é importante para controlar as mudanças repentinas de humor e não prejudicar a relação com pessoas próximas.


5. Má alimentação


Em situações que geram estresse ou ansiedade, algumas pessoas podem acabar descontando na alimentação. Não é novidade que a ingestão de alimentos em excesso pode facilitar o aumento de peso, além de favorecer o aparecimento de outros problemas de saúde.


Portanto, mesmo em situações de desconforto nas quais guloseimas e outros alimentos pareçam um refúgio, devemos estar atentos para não prejudicar ainda mais a nossa saúde.


6. Insônia


As frequentes preocupações também podem desencadear a insônia. Com as emoções em desequilíbrio, o indivíduo acaba sofrendo com dificuldades para relaxar no horário de dormir. Desse modo, o cansaço físico e dores de cabeça podem surgir no dia a dia.


A insônia pode ser perigosa, principalmente quando o sono surge durante a realização de tarefas que exigem uma atenção maior. Por isso, espera-se que o portador busque a ajuda necessária para equilibrar o seu sono e ter uma vida saudável.


7. Cansaço


O cansaço talvez seja o sintoma que apareça com maior regularidade em pessoas que estejam com esgotamento emocional. Isso porque, a maioria dos outros efeitos que citamos acabam desencadeando o desânimo para executar tarefas, tanto em casa como no trabalho.


Quando falamos sobre cansaço, é importante reforçar que ele pode ser mental e físico. Contudo, é importante buscar um relaxamento para fazer as atividades no trabalho ou casa da melhor forma.


Leia também: Saúde e Segurança Ocupacional: como implementar?


O que é o desgaste emocional?



A qualidade de vida consiste no bem-estar físico, mas também no equilíbrio mental e emocional. Por isso, os sentimentos de tristeza, estresse e ansiedade, quando ficam acumulados e duram por longos períodos, podem prejudicar o cotidiano do indivíduo.


O desgaste emocional é um problema que pode ser desencadeado no trabalho ou na vida pessoal. Com relação aos sintomas que acabam surgindo durante a realização de atividades profissionais, a síndrome de Burnout é o transtorno que está mais relacionado.


O Burnout, também conhecido como síndrome do esgotamento profissional, consiste no desgaste causado por longos períodos de trabalho, sem o devido descanso. Desse modo, o colaborador acaba tendo problemas, como estresse, ansiedade e cansaço mental.


Nesses momentos, o apoio psicológico é fundamental para ajudar o colaborador, além da compreensão por parte da empresa. Em certos casos, o afastamento das atividades é fundamental para a recuperação do indivíduo.


Contudo, os psicólogos e terapeutas possuem as técnicas e abordagens corretas para diagnosticar e tratar os sintomas causados pelo desgaste emocional.


Como desenvolver a inteligência emocional?


Uma saída para organizar emoções é trabalhar a inteligência emocional. A área de estudo busca a capacidade de identificar e equilibrar o surgimento de emoções e sentimentos. Em suma, o objetivo é entender não só sensações próprias, mas também de outras pessoas.


Algumas pessoas têm o hábito de nomear as suas emoções de forma genérica. Alegria, tristeza e raiva costumam ser a resposta para muitas coisas. Porém, os sentimentos vão muito além delas. A inteligência emocional ajuda a entender melhor estas sensações.


Dependendo do momento e da forma que recebemos uma notícia, um turbilhão de pensamentos passam pela nossa cabeça. Saber administrá-los, entender o significado de cada um e, a partir disso, tomar as decisões certas, faz parte da inteligência emocional.


A inteligência emocional é desenvolvida com base no autoconhecimento, aliado à empatia e uma série de outros fatores. Para ajudar, existem materiais de apoio, como livros, que ajudam a aprofundar o assunto. Além disso, os atendimentos psicológicos também ajudam.


Quais formas de evitar o esgotamento emocional?


A inteligência emocional pode ajudar a lidar melhor com emoções, mas existem outras formas de diminuir os efeitos negativos do desgaste emocional. Aplicar mudanças na rotina é um passo fundamental para melhorar a relação com sentimentos. Confira!


1. Pratique exercícios físicos


A prática de esportes contribui para a eliminação de energia, além de ajudar a saúde mental e física. Por isso, é importante praticar atividades físicas no cotidiano e equilibrá-las com uma alimentação saudável e rica em nutrientes.


A meditação também pode ajudar no controle emocional. Então, pense em incluir a prática no dia a dia.


2. Faça atividades que goste


Mesmo com a intensidade da rotina, é fundamental separar algumas horas da semana para fazer algo que ajude no relaxamento. Gosta de assistir filmes e séries, ler um bom livro ou cozinhar? Invista em atividades que goste para se distrair no tempo livre.


3. Busque apoio psicológico


Em casos mais sérios, o atendimento psicológico é de extrema importância para quem está com o lado emocional abalado. As sessões podem ajudar a entender os sentimentos e controlar as sensações que ocorrem conosco ou capturamos de outras pessoas.


A GRS+Núcleo oferece serviços de saúde ocupacional que podem auxiliar empresas nos cuidados dos colaboradores. Tenha uma equipe médica preparada para ajudá-los e outros serviços de Saúde e Segurança no Trabalho. Fale conosco e saiba mais!


Leia também: Por que investir na segurança do trabalho salva vidas?

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo