Buscar
  • fernandorusso9

4 pontos importantes que você precisa saber sobre a segurança no trabalho



Muitos empresários ainda acreditam que investir em Segurança do Trabalho é um gasto desnecessário, já que sim, ela reflete no bolso do trabalhador, mas principalmente no do empregador.


Números alarmantes sobre acidentes e doenças diretamente relacionadas ao ambiente de trabalho têm contribuído para conscientizar as empresas sobre a importância de investir na Segurança do Trabalho.


Empresas que apostam nesse investimento estão evitando inúmeros gastos como: transporte do funcionário acidentado, afastamentos causados por doenças ocupacionais, contratação de mão de obra temporária ou permanente para ocupar o lugar deixado pelo trabalhador acidentado.


Vale ressaltar que, com esse investimento, criamos um ambiente de trabalho mais organizado e consequentemente mais produtivo, pois com um ambiente mais seguro e agradável os funcionários produzirão mais e com melhor qualidade.


Logo, a segurança no trabalho deve ser prioridade em qualquer atividade ou setor da sua empresa. Diante disso, é sempre importante relembrar alguns pontos para garantir maior qualidade de vida para toda a equipe.


O que é considerado um acidente de trabalho?

Um acidente de trabalho ocorre quando o trabalhador sofre uma lesão corporal durante ou em razão do exercício da atividade laboral, que pode envolver a perda, redução permanente ou temporária da capacidade de trabalho e, em alguns casos, a morte.


O que são os riscos ocupacionais?

O risco ocupacional é a probabilidade de um trabalhador sofrer algum dano, resultante de suas atividades profissionais. Os principais riscos são:


  • Riscos físicos: são relacionados à exposição do colaborador a ruídos, temperaturas excessivas, radiações e umidade. Para amenizar esses riscos, são utilizados equipamentos de proteção individual ou coletiva.

  • Riscos químicos: de acordo com o uso de substâncias para desinfecção, esterilização, limpeza e também na manutenção de equipamentos (óleos, solvente, etc.). Para proteção do trabalhador são recomendadas medidas como o uso de equipamento de proteção individual, diminuição da exposição aos produtos mais tóxicos e realização de exames clínicos.

  • Riscos ergonômicos: relacionados ao esforço físico, levantamento de peso, longa jornada de trabalho, ambientes de trabalho despreparados ou improvisados, etc.

  • Riscos biológicos: exposição a microorganismos que são potencialmente causadores de doenças.

Avaliação das situações de risco

Por mais que se faça a prevenção, as condições de trabalho podem mudar ao longo dos anos ou em situações diversas. Por isso, é sempre importante que todos os envolvidos em uma determinada atividade trabalhem para evitar acidentes. Assim que uma situação de risco é identificada em sua rotina, é papel do trabalhador informar à gerência, que deve tomar todas as medidas cabíveis.


Treinamento e capacitação são fundamentais

Dentre as medidas administrativas exigidas pela NR-12, uma das normas mais relevantes para o ambiente industrial, está a obrigatoriedade dos treinamentos periódicos dos funcionários a fim de que sejam repassados todos os procedimentos internos para garantia da segurança das atividades. O objetivo é educar os trabalhadores sobre as atitudes preventivas que todos devem ter para reduzir os riscos durante as atividades realizadas nas indústrias.


Se você leu até aqui, imagino que tenha conseguido entender um pouco sobre como funciona a segurança do trabalho, porém é importante ressaltar que para sua empresa estar de acordo a lei, é importante que não se esqueça de nenhuma medida. Caso esteja com alguma dúvida entre em contato conosco.


98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo