Buscar
  • fernandorusso9

Saúde ocupacional: quais os benefícios e como incorporá-la à empresa?


No contexto organizacional, existem diversos riscos aos quais os colaboradores estão expostos, seja em qualquer área de atuação ou profissão. Dessa forma, é necessário que medidas de segurança sejam incorporadas ao ambiente de trabalho, a fim de amenizar os riscos de doenças e acidentes, proporcionando mais conforto e segurança para todos. Muitas são as vantagens que as empresas podem adquirir investindo na saúde e integridade física do colaborador. Problemas envolvendo a produtividade, por exemplo, poderão ser evitados, pois evita também que o fluxo de trabalho seja interrompido por condições inadequadas e de forma inesperada.


De certa forma, a segurança que é proporcionada possibilita que o colaborador sinta-se seguro para seguir com sua atuação, ciente de que, caso haja algum problema, estará amparado. Fato é, seja de pequeno, médio ou grande porte, a conscientização sobre a prevenção e redução de riscos à saúde deve ser pauta constante e de conhecimento coletivo em qualquer empresa. Sendo assim, pode-se dizer que tais medidas são importantes tanto para os colaboradores quanto para os empregadores, com significados que vão além da legislação.

Se você é empregado ou empregador de alguma empresa, com certeza já ouviu falar em saúde ocupacional, mas você sabe do que se trata?

A saúde ocupacional nas empresas é uma área da medicina dedicada aos cuidados da saúde dos colaboradores, ajuda a promover um melhor ambiente de trabalho e uma melhor qualidade de vida, prevenindo doenças que possam surgir em decorrência do trabalho em qualquer setor, sendo tudo isso fiscalizado pelo Ministério do Trabalho. Engana-se quem pensa que esse tipo de serviço deve ser somente incorporado a empresas que apresentam riscos iminentes à saúde do colaborador, já que há alguns anos, a saúde ocupacional era predominantemente utilizada em indústrias que trabalhavam com materiais tóxicos ou na indústria pesada.


Com o passar do tempo, essa perspectiva mudou, e hoje, a saúde ocupacional é necessária em qualquer empresa, atuante nos mais variados segmentos, pois seu intuito é zelar por aquilo de mais precioso que uma organização possui: seus colaboradores. Depois de entender um pouco mais sobre a saúde ocupacional, vamos entender sobre como incorporar a cultura organizacional das empresas? As ações de saúde ocupacional têm como objetivo principal a promoção do bem-estar e melhores condições de trabalho aos colaboradores. Para isso, são desenvolvidas uma série de ações dentro do ambiente corporativo, com a finalidade de estimular a participação e a conscientização dos colaboradores, a fim de melhorar seu dia a dia no ambiente profissional, e, consequentemente, seu desempenho.

Algumas das atividades mais comuns que podem ser ministradas são:

- Aulas de alongamento;

- Aula de ioga;

- Fisioterapia;

- Atendimento psicológico;

- Massagens.


Em algumas empresas, também são realizados anualmente exames em todos os colaboradores, a fim de identificar possíveis doenças, que podem ou não ser originadas por causa do trabalho. Afinal, quando a doença é identificada no estágio inicial, as chances de agravamento e de um afastamento podem ser evitadas.


Além disso, campanhas de vacinação e o estímulo para que sejam feitos exames periódicos indispensáveis são outros pontos que necessitam investimento, isso serve para alertar os colaboradores para que busquem manter rotinas de cuidados com a saúde mesmo fora do ambiente de trabalho, mostrando que é necessário se cuidar sempre.


A conscientização e desenvolvimento de projetos voltados para a saúde ocupacional no ambiente corporativo devem ser pautas do RH, que é o profissional indicado e capacitado para desenvolver projetos como esses.


Interessante, não acha? No quesito saúde ocupacional nas empresas, a GRS+Núcleo pode ajudar e muito a sua empresa na implementação. Com simples iniciativas podemos ver enormes mudanças.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo